Aveiro e Costa Nova sobre rodas

14 Sep 2018

Uma visita a Aveiro e à Costa Nova estava nos nossos planos há bastante tempo, mas ainda não tinha acontecido. No início do ano marcámos finalmente um fim de semana para lá irmos. Aproveitámos para conciliar duas coisas boas: passear e contar à família de Gaia a novidade do ano!

 

Desta vez aproveitámos um dos privilégios que temos, uma autocaravana emprestada pelos pais do Pedro e que tanto prazer nos dá!

 

Saímos bem cedo no sábado e chegámos a Aveiro por volta das 11.00. O tempo não prometia ajudar muito mas não íamos deixar que a chuva nos estragasse os planos. 

 

Para começar fomos nós os primeiros surpreendidos: a outra irmã do Pedro também vinha almoçar connosco! Ainda melhor porque assim contaríamos logo a novidade a todos! O ponto de encontro foi junto ao lago da Fonte Nova, onde sairíamos para um passeio de Moliceiro mais tarde. Como ainda era cedo para o almoço, começámos por dar um passeio junto ao canal do Cojo até ao centro da cidade. 

 

À hora de almoço regressámos para junto da autocaravana para montar todo o estaminé para o almoço e comer as famosas bifanas da cunhada Sílvia, sempre presentes nos encontros familiares! Depois de almoço foi hora de despedir dos cunhados que iriam seguir viagem até ao Algarve e fazer o passeio de Moliceiro.

 

Basicamente escolhemos a pior hora para o fazer, começou a chover pouco antes da hora marcada para o passeio. Fizemos o passeio de impermeáveis e chapéus de chuva, embrulhados em mantas encharcadas, enquanto nos ríamos que nem uns perdidos com o guia do barco que nos dava as informações da cidade com uma dicção muito estranha, interrompendo de vez em quando o discurso para tocar uma vuvuzela. Ficámos com vontade de repetir mas num dia de sol. Apesar de termos ficado enregelados valeu a pena, a cidade de Aveiro é lindíssima e vale a pena conhecer quer a pé, quer de barco. 

 

De regresso à autocaravana comemos os ovos moles incluídos no passeio, enquanto recuperávamos a temperatura corporal! Foi hora da segunda despedida e aí ficámos por nossa conta. 

 

Tínhamos visto que há um parque de autocaravanas muito perto da ria e fomos até lá. Como entretanto parou de chover e já não havia muito tempo até escurecer, passeámos mais um pouco por Aveiro, sobretudo pelas ruas. Provámos umas tripas com chocolate mas não ficamos totalmente fãs, para a próxima temos de experimentar com ovos moles! Um sítio que descobrimos por puro acaso mas que adorámos foi o Mercado Negro, um bar decorado com móveis e loiças antigas, em que cada divisão tem a sua particularidade. Vale a pena a visita.

 

Ao anoitecer voltámos à autocaravana mas na verdade não estávamos muito convencidos com o parque onde estávamos. Não tinha qualquer beleza, era simplesmente um parque de alcatrão por baixo de umas pontes, com estradas à volta. Decidimos ir até à Costa Nova e procurar por lá um local para passar a noite. Não foi fácil, a maioria dos parques junto à praia tinham sinais a proibir autocaravanas e o único que não tinha era muito isolado naquela altura do ano, o que não nos convenceu a ficar. Decidimos que seria mais seguro voltar para Aveiro, mas, ao passarmos na avenida principal vimos uma caravana estacionada e um sinal a indicar que eram lugares para autocaravana. Tínhamos vista para a ria e para as casas típicas, bem iluminadas à noite. Um local perfeito.

 

Já a noite não foi nada perfeita. Choveu torrencialmente e fez tanto vento que mal dormimos. A certa altura, talvez por não estarmos habituados, achámos que estávamos a ser arrastados por ondas. O que realmente não fazia sentido porque estávamos junto à ria e não ao mar, mas o barulho de água era tanto que a meio da noite tivemos de ir espreitar à janela. 

 

De manhã estava um sol maravilhoso, como se nada tivesse acontecido durante a noite. Depois do pequeno-almoço passeámos junto à praia e junto às casas. Sem dúvida um local que vale a pena conhecer! 

 

Seguimos viagem junto à costa, com várias paragens pelo caminho. O sol manteve-se mas o vento não deu tréguas, quase não conseguimos sair. A meio da tarde parámos na Figueira da Foz para um café e um passeio e depois voltámos para casa. Ficou sem dúvida a vontade de regressar mais para o Verão e, de preferência, por mais uns dias! Mas é um destino que, sem dúvida, vale muito a pena conhecer!

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Segue aqui as nossas viagens!

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now