Segue aqui as nossas viagens!

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Menorca com um minorca [na barriga] - as nossas dicas

13 Jun 2019

Há um ano atrás tínhamos acabado de chegar de Menorca, a última viagem fora de Portugal antes do Francisco.

 

Mais uma vez foi uma viagem de "não fomos nós que escolhemos o destino, foi o destino que nos escolheu a nós". Encontrámos um voo barato para Menorca e, como tínhamos gostado muito de Maiorca e tanta gente nos falava bem, decidimos ir! 

 

Se correspondeu às expectativas? Não! Mas a culpa não foi da ilha, foi da altura que nós escolhemos para ir! 

 

  •  Quando ir?

Definitivamente no Verão! Fomos no final de Maio e o tempo ainda estava muito instável. Apanhámos dias com sol, outros de chuva. Deu para fazer praia mas a partir das 17 ficava frio, mesmo nos dias mais quentes! 

 

Mas a grande desilusão foi a temperatura da água. Estivemos em Maiorca em Agosto e a água era tão quente que quando tínhamos frio nas mãos, mergulhávamo-las na água. Sabíamos que não deveria estar tão quente mas não esperávamos que estivesse fria. Só entrámos na água de fugida quando começava a ficar muito calor!

 

Outra vantagem de ir no Verão é que há voos directos de Lisboa. Nós fizemos escala em Barcelona!

 

As únicas vantagens que poderão haver nesta altura são mesmo na quantidade de turistas e nos preços. Se as praias mais pequenas já estavam apinhadas de gente em Maio, em Agosto devem estar impossíveis! Mas talvez seja uma melhor aposta o final de Setembro, início de Outubro pela temperatura da água.

 

Esta altura será boa para quem quiser fazer o Cami de Cavalls. Este é um percurso de 186 km que circunda toda a ilha. Pode ser feito a pé ou a cavalo. Muitas praias têm acesso por troços deste caminho, pelo que fizemos vários percursos. Ficámos de vontade de um dia ir lá fazer o caminho completo.

 

  • Quanto tempo ir?

 

Depende dos objectivos e dos gostos de cada um! Há imensas praias para descobrir, a maioria dela exige caminhadas de entre 1 e 3 km em cada sentido. Além disso, Menorca tem poucas estradas principais e são todas no interior. Portanto ir de uma praia à seguinte, que junto ao mar dista uns 3 km, obrigada a voltar à estrada principal e voltar a entrar numa secundária em direcção ao mar e fazer cerca de 20 km. 

 

Nós ficámos uma semana e conseguimos fazer mais ou menos o que planeámos. Se fosse com um bebé/criança aconselharíamos uns 10 dias!

 

  • Como fazer deslocações?

Definitivamente é local para alugar um carro! Existem autocarros mas é impossível percorrer a ilha e conhecer realmente sem carro próprio! Optámos pela Autos Xoroi por conselho de uns amigos e, além de mais barato que através da Rental Cars, correu tudo muito bem e foi super rápido, em menos de 10 minutos estávamos a sair do parque com o carro.

 

  • Onde ficar?

Nós ficámos em Cala Blanca, próximo de Ciutadella, por conselho de uns amigos que já lá foram várias vezes e foi uma boa aposta. 

 

Ciutadella é a segunda maior cidade e vale a pena a visita. Além disso, tem vários supermercados e fica a meio caminho entre o norte e o sul do lado oeste da ilha, onde estão localizadas as melhores praias. Portanto, próximo de Ciutadella acaba por se estar próximo de tudo.

 

A ilha é relativamente pequena por isso não há necessidade de trocar de alojamento.

 

Optámos por ficar num apartamento o que nos permitiu cozinhar coisas simples e preparar almoços volantes. Viajámos sempre com orçamento contado, por isso ter cozinha é quase sempre requisito.

 

  • Tipo de viagem

 

Se procuras um local para estacionar o carro e 2 minutos depois estar na praia, Menorca não é para ti! 

Menorca é o destino ideal para quem gosta de caminhadas e praia. Alia quase sempre as duas. Há caminhadas mais simples, outras mais difíceis mas raramente se chega a uma praia bonita sem caminhar! 

 

  • Menorca na Gravidez ou com crianças pequenas

 

Na altura estava grávida de 28 semanas. Visitámos praticamente todas as praias que queríamos sem limitações. A maioria das caminhadas são relativamente planas e com sombras. Não tentámos a praia de Trebalúger porque nos disseram que o acesso era difícil e exigia "escalar" umas pedras numa zona. Fizemos a caminhada para Cala Escorxada a partir de Sant Tomas o que foi uma grande asneira. Essa era realmente difícil, exigia subir e descer algumas escarpas durante mais de 3km. Não desistimos porque insisti que depois voltávamos de barco mas, quando nos aproximámos da praia percebemos que estava cheia de algas e nenhum barco se ia aproximar de lá, até porque não havia ninguém na praia. Tivemos de fazer tudo de volta para trás e foi bastante duro.

 

Não tivemos a experiência com um bebé mas, como já tínhamos a cabeça focada nisso acabámos por reparar mais nas famílias. Tirando as duas praias que já referimos, todas as outras a que fomos tinham acessos com bastante sombra e sem grande dificuldade para bebés carregados! Vimos muita gente com carrinhos de bebé em que o bebé ia ao colo de um dos pais enquanto o outro levava toda a tralha no carrinho e lutava contra as irregularidades do terreno. 

 

Na maioria das praias do sul é possível arranjar sombras na praia ou próximo delas, mas também depende um pouco da hora a que se chega e da quantidade de gente que está na praia. Aconselhamos andarem sempre com o chapéu de praia. 

 

  • Particularidades de Menorca

 

Em geral, as praias do Norte são baías enormes, com muito areal e mais próximas do estacionamento, enquanto no sul são a maioria das Calas, pequenas enseadas muito bonitas mas com pouco espaço e com acessos mais difíceis. 

 

Nós apanhámos o mar super calmo em todas as praias, mas já várias pessoas que foram no verão nos disseram que as praias do norte têm bastantes ondas.

 

Nós fomos escolhendo as praias do dia seguinte conforme o vento [víamos no Windguru]. Nos dias de vento norte íamos para sul, nos de vento sul, para norte. 

 

Há dois grandes problemas no mar de Menorca: as algas e as alforrecas. As algas invadem de tal forma as praias, de forma aleatória, que as melhores praias para cada um acabam por estar relacionadas com este factor. Apanhámos duas ou três das supostas melhores praias, como a Cala Mitjana e a Cala Macarella, completamente cobertas de algas o que, além de as tornar mais feias, tornava os banhos muito desconfortáveis. 

As alforrecas são ainda piores porque estão em todas as praias [ou então tivemos muito azar] e são tão transparentes que é muito difícil evitá-las. Se para nós é chato, com crianças ainda mais! 

 

Tirando estas duas questões Menorca é um pequeno paraíso aqui ao lado e facilmente regressaremos com o Francisco!

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now